A infecção por Herpes ocorre pelo contato de fluídos corporais, principalmente saliva e secreções genitais, ou seja, a herpes também é um tipo de DST, transmitida tanto no sexo oral quanto no sexo genital, embora essas não sejam as únicas formas de transmissão.

É mais comum se manifestar nos lábios, no rosto ou nos genitais. Herpes oral é geralmente provocado pelo Herpes simplex vírus tipo 1 (HSV-1), e o herpes genital é mais associado ao tipo 2 (HSV-2).

Febre, mal-estar, dor muscular, aumento dos gânglios na virilha, corrimentos e dor ao urinar, além de surgimento de uma ou mais bolhas (o líquido dentro delas é cheio de vírus e, quando se rompem, as lesões são altamente contagiosas), são alguns dos sintomas mais comuns. Algumas pessoas podem tanto se infectar e não apresentar sintomas, como podem também apresentar apenas uma vez, ou eles podem vir de tempos em tempos quando a imunidade enfraquece por algum motivo.

O tratamento é realizado com Antivirais, em forma de pomadas, comprimidos ou por formulação intravenosa. Analgésicos também podem ser usados para aliviar o incômodo, e é importante ressaltar que eles apenas controlam a manifestação do vírus, mas não o eliminam do organismo.

A prevenção é feita pelo uso de preservativos e o não compartilhamento de objetos pessoais. O uso de camisinha no fim da gravidez pode evitar contrair o vírus em uma fase em que as complicações para o bebê são maiores.

Dra. Elis Nogueira
CRM 98344
RQE 57179

Entre em contato e agende uma consulta.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *