Câncer de Mama – Cuidados e Prevenção

O câncer de mama é uma das doenças que mais comuns entre as mulheres. Segundo os dados do Ministério da Saúde, o câncer de mama corresponde a 28% dos novos casos de câncer no Brasil.

Devido ao grande número de casos e pensando no cuidado da saúde da mulher, temos em nosso calendário o mês da conscientização e prevenção do câncer de mama: o outubro rosa.

Durante o Outubro Rosa nós falamos do autoexame, da importância de manter hábitos saudáveis, realizar os exames de prevenção e ficar atenta aos sintomas da doença. Mas esses cuidados e atenção devem permanecer em todos os meses do ano.

Neste post, reuni as informações que divulguei em minhas redes sociais sobre a doença para que você não esqueça e mantenha esses cuidados e atenção no seu dia a dia.

 

CURIOSIDADES

A campanha do Outubro Rosa para prevenção do câncer de mama é uma ação internacional em que o laço rosa é símbolo de conscientização e cuidado para se prevenir contra a doença.

A história dessa campanha começa na década de 1990, nos Estados Unidos, com a distribuição do laço cor de rosa para os participantes da primeira Corrida pela Cura, organizada pela Fundação Susan G. Komen, em Nova York.

Após o Congresso Americano aprovar outubro como o mês de prevenção do câncer de mama, a campanha de conscientização e estímulo aos exames para o diagnóstico precoce se espalharam pelo mundo com a ação de iluminar de rosa os prédios públicos, pontes e monumentos.

 

CÂNCER DE MAMA

O câncer de mama é uma doença caracterizada pela multiplicação desordenada de células na região da mama, formando um tumor.

A doença se desenvolve de maneira diferente, há casos em que o tumor cresce rapidamente e há outros, em que o crescimento é lento. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura e possibilita um tratamento menos agressivo.

Fique atenta aos sintomas:

– nódulo (caroço) indolor na região da mama, axila ou pescoço;
– pele da mama avermelhada e/ou retraída com aspecto de casca de laranja;
– alterações no mamilo;
– saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

Ao perceber qualquer um desses sinais procure um médico imediatamente.

AMAMENTAÇÃO

As mulheres que amamentam têm menos chances de desenvolverem câncer de mama. Isso porque, durante a gravidez, o corpo da mulher produz uma grande quantidade de hormônios que provocam o fortalecimento das glândulas mamárias, o que ajuda a evitar o aparecimento das células cancerígenas nessa região.

No período em que alimenta o seu bebê, o organismo da mãe também produz substancias anti-inflamatórias na mama que ajudam a inibir o câncer de mama.

Uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios físicos também são formas de prevenção da doença.

AUTOEXAME

O autoexame é um dos principais cuidados que a mulher deve ter. O diagnostico precoce aumentam as chances de cura e permite um tratamento menos invasivo.

É importante a mulher conhecer o seu corpo e saber identificar os sinais e mudanças que podem indicar o início de uma doença que deve ser tratada.

Recomenda-se que o autoexame seja feito por todas as mulheres com mais de 20 anos de idade. Ele deve ser feito sete dias após o início da menstruação. As mulheres que estão no climatério devem escolher um dia do mês e também realizar o autoexame.

Logo abaixo estão às instruções de como realizar o autoexame das mamas:

Em frente ao espelho:

– Observe os dois seios, primeiramente com os braços caídos;
– Coloque as mãos na cintura fazendo força;
– Coloque-as atrás da cabeça e observe o tamanho, posição e forma do mamilo;
– Pressione levemente o mamilo e veja se há saída de secreção.

Em pé – Durante o banho:

– Levante seu braço esquerdo e apoie-o sobre a cabeça;
– Com a mão direita esticada, examine a mama esquerda;
– Observe se há mudanças na mama, apalpe a mama e preste atenção se há algum nódulo;
– Faça movimentos circulares, de cima para baixo;
– Repita os movimentos na outra mama.

Deitada:

– Coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita;
– Sinta a mama com movimentos circulares, fazendo uma leve pressão;
– Apalpe a metade externa da mama (é mais consistente);
– Depois apalpe as axilas;
– Inverta o procedimento para a mama esquerda.

ATENÇÃO E CUIDADO O ANO INTEIRO

Ao perceber algum nódulo ou mudança na textura ou tamanho na mama, procure um médico ginecologista. Fiquem atentas às mudanças e aos sinais do seu corpo. Visite o seu ginecologista periodicamente e realize os exames de prevenção. Seu médico saberá indicar quais devem ser feitos de acordo com sua faixa etária e seu histórico.

Lembrem-se: quanto mais cedo o câncer de mama é diagnosticado, maior a chance de cura.